Festa da Cidade
Festa da Cidade
Com Douglas Michell

Relatório de equipe de Alan aponta 168 pontos prioritários que demandam solução

31/12/2020 07h41

Fonte: Redação

O relatório elaborado pela Equipe de Transição montada pelo prefeito eleito de Dourados, Alan Guedes (Progressistas), foi apresentado no final da manhã desta quarta-feira (30), no auditório do Sindicato Rural. Em cumprimento às medidas sanitárias para conter a covid-19, participaram apenas o prefeito eleito, o vice-prefeito eleito Guto Moreira, equipe de transição, vereadores eleitos e imprensa.

Elaborado pelo professor universitário Henrique Sartori, um dos coordenadores da campanha vitoriosa de Alan Guedes, o documento aponta 168 pontos prioritários de atuação, que vão demandar atenção por parte do novo prefeito da maior cidade do interior de Mato Grosso do Sul. Sartori informou que a maioria dessas prioridades precisa de atuação imediata, porque impactam diretamente no interesse da população.

Ele cita como problemas mais graves a falta de um sistema organizado de matrícula dos alunos na Rede Municipal de Ensino; solução para a rede de tecnologia de informação (TI); alimentação nas unidades de ensino do município; contratação emergencial de serviço de limpeza pública da cidade e uma saída para a conturbada relação contratual entre a Secretaria Municipal de Saúde e a Fundação de Serviços de Saúde (Funsaud), responsável pela administração do Hospital da Vida e a Unidade de Pronto Atendimento (UPA). Com a pandemia do novo coronavírus, o colapso financeiro da fundação se agravou e as dívidas superam os R$ 35 milhões.

Apesar de fazerem parte da mesma estrutura municipal, Secretaria de Saúde e Funsaud passaram boa parte da atual administração em rota de colisão por questões financeiras.

"Esses são alguns dos pontos prioritários que demandam solução imediata por parte do novo prefeito e com certeza a questão da crise na saúde é a que mais preocupa a população", afirmou Henrique Sartori. O coordenador da equipe de transição deixou claro que o relatório a ser apresentado nesta quarta-feira não se trata de auditoria, mesmo porque não haveria tempo nem estrutura para trabalho mais aprofundado. "Trata-se do diagnóstico, elaborado pela ótica da equipe indicada pelo prefeito eleito".

Segundo ele, o documento foi resultado das 21 reuniões realizadas entre o time de Alan Guedes e a equipe nomeada pela prefeita Délia Razuk para conduzir a transição. O trabalho foi concentrado no Centro de Convenções Antonio Tonanni, na Avenida Guaicurus. "Foram dias de trabalho intenso, com muitas reuniões, análise de documentos e pesquisas para se chegar a esse relatório, que em 90 dias terá de ser encaminhado para o Tribunal de Contas", explicou Sartori.

Ao avaliar o trabalho conjunto com a equipe da atual administração, Henrique Sartori citou como ponto positivo a grande quantidade de documentos disponibilizada por órgãos da prefeitura. Já como ponto negativo, ele cita falta de documentos e apresentação dos setores que não seguiram a metodologia alinhada entre as equipes. "Tivemos de recorrer aos sistemas nacionais e até ao portal da transparência para obter os dados", concluiu.

De acordo com o prefeito eleito Alan Guedes, o trabalho feito pela equipe de transição não foi de fiscalizar as ações da atual gestão, mas de tomar conhecimento da situação de cada pasta para poder iniciar a futura administração. "Não fizemos juízo de valor. Fizemos um trabalho de reconhecimento, de informação. Transição se presta a receber e entender as informações, fazer um diagnóstico para iniciarmos o trabalho. Os pontos graves mostram urgência", explicou o futuro prefeito.

Para Alan, o Relatório de Transição será muito mais que um documento burocrático, mas um norte para a futura gestão poder direcionar a ações, principalmente no início da gestão. Para isso, a participação dos vereadores será fundamental. "Vamos fazer reuniões com a Câmara de Vereadores. Esses 168 pontos serão medidas iniciais para os primeiros 100 dias e depois poderemos mostrar no que avançamos", aponta.

Envie seu Comentário