Clube da Insonia
Clube da Insonia
Com Ionam

Douradense deve movimentar quase R$50 milhões em comércio no fim de ano

01/12/2021 08h56

Fonte: Redação

ECONOMIA Festas de fim de ano devem movimentar mais de R$ 47 milhões em Dourados 30 novembro 2021 - 17h08Por Jhonatan Xavier

Compras e comemorações devem movimentar economia local - Crédito: Hedio Fazan/Dourados News Pesquisa divulgada nesta terça-feira (30) pela Fecomércio (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo) aponta a intenção de compras do consumidor douradense no período de fim de ano, onde deve ser movimento R$ 47.483.676 entre compras e comemorações no Natal e no Ano Novo.

O valor representa um avanço comparado ao mesmo período no ano passado, onde o valor ficou em R$ 44.531.530.

Em 2021 a pretensão de gastos com o Natal apresentou aumento em relação às compras de presentes e uma redução no valor gasto em comemorações.

Segundo a pesquisa 47,20% dos douradenses pretendem comprar presentes e a média do valor a pagar por produto é de R$ 287,26, o que representa um montante de R$ 15.996.383, valor 44% maior que em 2020.

Já com as festas no dia 25 de dezembro, 62,50% dos entrevistados afirmaram que vão comemorar e pretendem gastar uma média de R$ 228,48, que somam R$ 16.847.399. O valor sofreu redução de 26%, comparado ao ano anterior.

Em relação ao Réveillon, 53,20% das pessoas pretendem comemorar a virada do ano, com uma média de gasto por pessoa de R$ 233,25, totalizando R$ 14.639.894.

Mato Grosso do Sul

No Mato Grosso do Sul a estimativa é que sejam inseridos no comércio cerca de R$ 583,82 milhões, valor 26% menor que o ano passado, onde R$ 190,08 milhões devem ser gastos com presentes de natal e R$ 194,36 milhões com as comemorações. Enquanto no Ano Novo a expectativa é de R$ 199,38 milhões.

Compras e comemorações Segundo a Fecomércio 86,10% das compras de Natal serão realizadas em loja física e 8,0% de forma on-line. 53,60% dessas compras serão com roupas, calçados e acessórios, 31,80% com brinquedos e 2,80% com móveis e eletrodomésticos.

Os dados em relação as comemorações apontam que no Natal 74,23% será gasto com alimentação em casa, 47,79% com alimentação na casa de amigos ou familiares e 38,61% com compras de bebidas.

No Réveillon, 43,7% dos entrevistados disseram que vão preparar o próprio alimento, 13,2% comprar pratos prontos, 32,4% gastar com bebidas alcóolicas e 9,6% com fogos de artifício.

79,6% dos entrevistados devem passar a vidada do ano com familiares e amigos, 17,36% em casa e 10,34% em espaço de festas ou públicos.

13° salário Se o recebimento do 13° salário representa a chance de presente ou comemorar as festas de fim de ano, em 2021 o destino do recurso será diferente. De todos os entrevistados no Estado, 44,9% receberá 13°, enquanto 55,1% não devem receber.

Sobre a intenção de uso desse dinheiro, 22,70% dos entrevistados afirmaram que devem poupar o recurso. 18,20% vão utilizar para pagar dívidas a vencer e 17,50% pagar dívidas já vencidas. 12,40% dos entrevistados vão utilizar para consumo diário e apenas 11,80% para as festividades de fim de ano.

Outros 8,80 já reservaram o 13° para o pagamento de contas que chegam no início do ano, como IPTU, IPVA, matrícula e material escolar, por exemplo.

Envie seu Comentário