Clube da Insonia
Clube da Insonia
Com Ionam

Decreto estabelece novo horário para comércio em Dourados

25/06/2020 07h32

Fonte: Redação

A partir desta quinta-feira (25), o comércio de Dourados passará a funcionar em novo horário, conforme decreto nº 2.689 que está sendo publicado na edição desta quarta-feira (24) do Diário Oficial do Município e "estabelece medidas restritivas às atividades de comércio em decorrência da situação epidêmica do Covid-19".

Para tomada da medida a administração municipal levou em conta o baixo índice de isolamento social no município, "aquém do recomendado pela OMS", além da necessidade de conciliar a diminuição da circulação de pessoas e as atividades econômicas e a necessidade de administrar a ocupação dos leitos de enfermaria e UTI destinados ao Covid-19.

Por um período de 10 dias – de 25 de junho a 02 de julho, o horário de funcionamentos do comércio em geral passa a ser das 12h às 18h15, de segunda a sexta-feira e, aos sábados, das 9h às 15h15.

As lojas do shopping center passam a funcionar, de segunda a sábado, no horário das 11h às 19h. A praça de alimentação terá atendimento das 11h às 20h. No domingo o shopping não abrirá.

Já os supermercados e atacados vão funcionar de segunda a sábado, no horário das 7h30 às 20h e, aos domingos, das 8h às 12h. Bares, lanchonetes e restaurantes funcionarão das 11h às 20h, de segunda a domingo.

O novo decreto mantém a obrigatoriedade de implementação das medidas de proteção anteriormente estabelecidas e também fica mantida a aplicação das penalidades anteriormente previstas, em caso de desatendimento das regras para funcionamento.

No final de vigência (02 de julho), serão reavaliadas as condições do decreto juntamente com o decreto anterior (nº 2.664, de 15 de junho de 2.020), em relação à situação epidêmica.

A edição do novo decreto atende sugestões de entidades representativas de vários segmentos do comércio, entregues na semana passada à prefeita Délia Razuk e que têm como objetivo amenizar os impactos da pandemia de coronavírus em Dourados.

No documento entregue à prefeita, as entidades afirmam que decidiram reduzir seus horários de funcionamento por um determinado período "para o bem maior de todos os setores e empregos, bem como alteração dos horários de funcionamento de cada setor, evitando assim aglomerações no sistema de transporte da cidade, apontado por especialistas como um dos maiores riscos de contágio".

Assinam aquele documento, representantes da Aced (Associação Comercial e Empresarial de Dourados), CDL (Câmara dos Dirigentes Lojistas), Sindicom (Sindicato do Comércio Atacadista e Varejista de Dourados), Secod (Sindicato dos Empregados no Comércio de Dourados), Abrasel (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes), Acomac (Associação dos Comerciantes de Materiais de Construção), Amas (Associação de Mercados e Atacadistas de Dourados), Secon (Sindicato dos Contabilistas de Dourados) e Senai.

Envie seu Comentário