Polícia Militar prende 9 traficantes durante Operação “Adsumus” em Dourados

09/10/2017 10h00

Fonte: Redação

O comando da Policia Militar de Dourados divulgou na manhã dessa segunda o balanço final da operação ADSUMUS, operação essa coordenada pelo 3º Batalhão de Policia Militar em conjunto com Policia Civil, Guarda Municipal de Dourados e AGETRAN.

A operação "ADSUMUS", que significa ação presença, permanente estado de prontidão de uma tropa operacional, que iniciou na quarta-feira(4) e teve seu encerramento na manhã dessa segunda-feira(9), saturou conforme planejamento operacional planejada pelo setor de operações do 3º BPM, diversas áreas da cidade de Dourados, tendo como alvos principais os locais com maior fluxo de pessoas e veículos.

Durante a operação foram abordadas mais de 4 mil pessoas, 1200 veículos e a saturação de uma área de mais de aproximadamente 100 quilômetros quadrados dentro dos limites do município de Dourados, gerando o encaminhamento de 70 pessoas as delegacias da cidade, destacando a prisão de 9 pessoas pelo crime de tráfico de drogas.

Foram apreendidas ainda 2 armas de fogo, drogas como maconha e cocaína e um veículo de 450cv de potência que estaria promovendo manobras perigosas na área central da cidade de Dourados, além de mais de 50 veículos tirados de circulação por irregularidades administrativas de transito.

Para o comandante do 3º BPM, as ações desenvolvidas durante a operação foram muito positivas e os resultados superaram a meta estabelecida pelo comandante.

"A operação integrada a Policia Civil e a Guarda Municipal abordaram mais de 3mil pessoas em todas as áreas da cidade e, esse fato ajuda a aumentar a sensação de segurança em nossa cidade e também a estimular o trabalho conjunto dessas unidades de segurança que, especialmente em Dourados, atuam harmonicamente em prol do cidadão." Diz o Tenente Coronel Carlos Silva.

Segundo o comandante, os traficantes de droga da cidade, foram o principal alvo das ações de inteligência que acabou culminando com a prisão de 9 pessoas.

"as ditas bocas de fumo foram realmente os principais alvos das equipes de inteligência, que foram apoiadas pelas equipes que faziam parte da operação, uma vez que a existência desse tipo de local fomenta outros crimes como furtos e roubos, que também tiveram números reduzidos durante a operação ADSUMUS." Conclui o comandante.

Envie seu Comentário